Month: October 2018

  • Quem não gosta de uma boa brincadeira de rua? O contato com os amigos e os desafios fazem com que as crianças percam horas brincando e se divertindo. Mas, você já parou para pensar de onde vem todas as brincadeiras de rua? Muitas delas são típicas das regiões de nosso país e foram transmitidas por gerações, ganhando o Brasil. Entre as várias praticadas nas ruas e escolas, estão aquelas originadas na Região Norte. Vamos conhecê-las? Caí no Poço Uma das crianças deve vendar os olhos, simulando ter caído em um poço escuro. Outra criança ajuda a escolher o “bem” do colega, perguntando “é esse?”, até que o vendado escolha. Antes de tirar a venda, a criança deve escolher como o será salvo dizendo o nome de uma fruta: pera (aperto de mãos); uva (abraço); maçã (beijo no rosto); e salada mista (soma dos três). Ah, e precisam cantar uma parlenda, que segue descrita abaixo: Criança vendada: Caí no poço! Outras crianças: Que altura? Criança vendada: Do pescoço. Outras crianças; Quem te tira? Criança vendada: Meu bem! Outras crianças: Pera, uva, maçã ou salada mista? Tucuxi Esta brincadeira deve ser realizada na água. As crianças se dividem em grupos, um representando os botos e, o outro, os pescadores. Os botos entram na piscina, mergulham e boiam. Os pescadores, por sua vez, tentam acertá-los com macarrões de isopor ou espuma (ou o que conseguirem, desde que não machuquem o colega). O que for atingido sai da brincadeira. Roubo da Melancia A missão do “ladrão” é levar todas as “melancias” da plantação para uma área demarcada. As frutas são crianças agachadas no chão. Quando abordadas pelo ladrão, devem dar o braço e acompanhá-lo. Só o dono da plantação pode salvar as melancias e devem rondá-las, evitando o bote do ladrão. As melancias que...
  • Basta colocar os pés no vasto continente africano que qualquer pessoa vai desejar ver de perto os imponentes animais que vagam no habitat natural deste continente. A extraordinária vida selvagem africana realmente rouba a atenção de muitos visitantes. Testemunhar uma imponente girafa em toda a sua glória, ouvir o som de um elefante ou um poderoso rugido de um leão macho pela primeira vez é verdadeiramente uma mudança de vida, não há como negar isso. De grandes felinos, elefantes majestosos e chitas velozes, a África abriga uma grande variedade de animais fascinantes. Aqui estão 15 animais que habitam o continente africano e você tem que conhecer. Animais da África Guepardo O Guepardo, também conhecido como Chita, é encontrado principalmente na África e em algumas partes do Irã. Esse animal é a única espécie existente do gênero Acinonyx. Com sua agilidade, os guepardos são considerados os animais terrestres mais rápidos do mundo. Zebra A zebra é a espécie mais comum e difundida da África, conhecida por sua característica listra preta e branca. Este animal é um dos mais familiares quando as pessoas falam da fauna africana. Girafa A girafa é o animal vivo mais alto do mundo. Normalmente habita savanas, pastos e bosques abertos. As girafas são predadas por leões africanos e uma das três subespécies da girafa é classificada como “em perigo”. Hipopótamo O hipopótamo é um animal herbívoro e é o terceiro maior mamífero terrestre do mundo. Eles são os artiodáctilos mais pesados ​​que habitam rios, lagos e mangues da África. Rinoceronte O rinoceronte são caracterizados pelo seu grande tamanho e correm risco de extinção devido a caça feita por humanos. Leopardo O Leopardo é outro grande membro da família Felidae na África. Ele está distribuído na maior parte da África Subsaariana. Leão Os Leões são um dos grandes...
  • October 30, 2018

    Bioma Tundra

    A Tundra é um bioma seco e frio, com baixa incidência de luz solar. Os longos invernos têm temperaturas médias de -30ºC e os verões são curtos, podendo durar de 2 a 4 meses. A palavra “tundra” tem origem no russo lapônico: tūndâr (“terras altas”, “região montanhosa sem árvores”). Localização Esse bioma se espalha por todo o norte do planeta, nas regiões próximas ao Ártico: Canadá, Alasca, Suécia, Finlândia, Noruega, Groenlândia e Rússia. Também é possível encontrar tundra em algumas regiões do Hemisfério Sul, como nas Ilhas Kerguelen. Tundra – Mapa de sua localização no mundo Vegetação A característica mais facilmente notável da tundra é que ela quase não tem árvores. Isso se deve ao fato de que o solo nesse bioma é formado por terra, rochas e uma camada de gelo que nunca derrete, o chamado permafrost. A superfície dessa camada, entretanto, pode descongelar-se no verão, tornando o solo pantanoso, já que a água não penetra no solo congelado. No verão, há uma explosão de vegetação rasteira, arbustos, gramíneas, musgo e líquens. Fauna O aumento na vegetação durante o verão atrai espécies migratórias para a tundra, como lebres árticas, renas, arminhos e lemingues. Há também os animais residentes, que vivem na tundra o ano inteiro, como: Ursos polares bois almiscarados lobos raposas perdiz-das-neves coruja-das-neves O boi-almiscarado pode alcançar até 2,3 m de comprimento e 1,5 m de altura nos ombros, assim como pesar até 400 kg Para lidar com o frio, muitas dessas espécies possuem grossas camadas de pelos ou penas, gordura e podem hibernar. Aquecimento Global O aquecimento global é uma ameaça à tundra porque os animais e vegetais que vivem lá são altamente especializados para a vida naquele bioma. O derretimento do permafrost pode mudar radicalmente as condições para a sobrevivência dessas espécies. Além disso, um terço...
  • A religião pode ser definida como um sistema cultural de comportamentos e práticas determinados, bem como visões de mundo, ética e organizações que relacionam a humanidade a elementos sobrenaturais, transcendentais ou espirituais. Geralmente religiões têm textos, lugares sagrados, profecias, sacerdotes, rituais específicos, etc. O conceito de religião, entretanto, é muito variável. A origem das religiões nas civilizações é incerta. A psicologia cognitiva aponta que a teoria da mente pode ter sido responsável pela capacidade humana de atribuir intenção e personalidade a fenômenos naturais, criando assim os primeiros deuses. Ou seja, nossa capacidade de atribuir estados mentais a outras pessoas e predizer o comportamento delas em função destas atribuições pode ter nos levado a fazer o mesmo para interpretar o mundo. Já segundo os antropólogos John Monaghan e Peter Just, “muitas das grandes religiões do mundo parecem ter começado como movimentos de revitalização de algum tipo, já que a visão de um profeta carismático dispara a imaginação de pessoas que buscam uma resposta mais abrangente a seus problemas do que sentem. Parece que a chave para o sucesso a longo prazo tem relativamente pouco a ver com o profetas, que aparecem com surpreendente regularidade, mas mais a ver com o desenvolvimento de um grupo de apoiadores que são capazes de institucionalizar o movimento.” As primeiras religiões Os restos mortais de um dos primeiros humanos anatomicamente modernos foram encontrados enterrados próximos ao lago Mungo, na Austrália, no que parece ter sido um ritual fúnebre ocorrido no ano 40 mil antes de cristo. Uma efígie feita de marfim retratando um homem leão foi encontrada em uma caverna na Alemanha, datada de 38 mil antes de cristo. Trata-se de Löwenmensch, que parece ser o mais antigo ídolo religioso antropozoomórfico. Do neolítico até a era moderna foram encontrados vários outros sítios onde rituais fúnebres ocorreram....
  • I’m always looking for new ways to teach short a word families. This matching game was a big hit at our house! Now that she knows all her letters and sounds and has other important pre-reading skills, I’ve been teaching my daughter (4 years, 9 months) to read short vowel words. I’m not going to tell you she’s been jumping up and down about it. In fact, until recently, she didn’t want to learn at all. What made the difference was teaching her to blend sounds using successive blending (I have a video here all about it if you want to try it.) Once she figured that out, reading words has been much more fun for her. To take it a step further, I created a simple matching game featuring CVC words with short a (the only short vowel we’ve practiced so far). I don’t know what it is about matching games, but they’ve always been a big hit with my kids. My Six, who was also reluctant to learn to read, actually begged for more matching games. It’s how I helped him learn his sight words. Watch the quick video above to see the activity in action. The great thing about memory games is that they’re very simple to make. Just cut index cards in half and write a match on each half. Since I decided to create a game using pictures, writing on index cards wasn’t going to work for me. (Drawing is just not one of my gifts.) So I created this simple game on my computer. The download has 16 different matching games. The corner of each card tells you the set that it belongs to so you don’t mix them up. I recommend printing each set on a different color of cardstock. This way you can...
  • October 30, 2018

    Write Beside Me by Nanrie

    Gosh, I love this comic. I found Nanrie’s work a while back and just fell in love with it. I’m so excited they agreed to do a comic for us that we could showcase on the site! I hope you all like this heartfelt story as much as we do. You’re gonna wanna click on these links and say hello… But if you wanna be EXTRA, go drop them a dollar or two over on Patreon. Patreon Tumblr Twitter Our Drawn to Sex: The Basics Book is DAYS away from becoming publicly available (Nov 6th), but our Kickstarter Backers who helped us bring it into this world are starting to get their copies n-o-w. Erika and I couldn’t be prouder book-parents – this one’s a good one. Be amazing and tweet at us when you get the book? It’ll make our day! We’ll be doing a signing for the book at SHEBOP (division) Thursday November 15th 7pm-9pm 3213 SE Division, Portland OR. Please please please come say hi if you’re in town. We’ll sign you up a book, and happily point you at some fancy vibrators =D It’s gonna be fun.
  • Praticamente todo mundo, ao ficar doente, já tomou aquele chá preparado pela mãe ou avó. Não importa se é resfriado, dor de garganta, cólica, tosse ou má digestão, muitas famílias têm aquela receitinha que é infalível. O uso de plantas no tratamento de patologias é tão antigo quanto a humanidade. Antes dos medicamentos sintetizados em laboratórios, eram elas que davam conta de muitas doenças do cotidiano. Hoje, mesmo com a evolução da medicina e da indústria farmacêutica, elas continuam sendo importantes aliadas no tratamento de muitas doenças. Essa abordagem terapêutica recebe o nome de fitoterapia, os remédios naturais, portanto, recebem o nome de fitoterápicos. Muitas universidades e pesquisadores ao redor de todo o mundo têm investido na descoberta e pesquisas de ervas medicinais e suas principais utilidades. Mas, atenção! Ainda que os fitoterápicos sejam estudados e tenham eficácia reconhecida, eles não substituem a consulta com um médico. Ele é o profissional indicado para diagnosticar, tratar e acompanhar todos os tipos de doença. Outra informação importante é sempre comprar as ervas em lojas especializadas e de confiança, uma vez que nem todas elas podem ser ingeridas ou apenas partes específicas podem ser usadas. Conheça algumas plantas medicinais e suas propriedades. 1. Erva-doce A erva-doce, além de emprestar seu sabor a muitos pratos e o seu cheio a muitos cosméticos, é muito rica em propriedades medicinais. Seus óleos essenciais constituem um excelente remédio no combate aos gases, cólicas estomacais e de intestino, gastrite nervosa, enxaqueca e enjoos. Não bastasse tudo isso, ainda tem o poder de combater o mau hálito. O uso mais comum é na forma de chá. 2. Babosa A aloe vera, popularmente conhecida como babosa, apresenta excelentes benefícios para pele e cabelos. A planta medicinal, na pele, pode ser usada para tratar queimaduras e na cicatrização de feridas. Contudo,...
  • A educação à distância (EAD) é a prática de aprender fora do ambiente escolar. Com esse método, um professor em São Paulo poderia fornecer instruções para alunos de todo o mundo. Isso ajuda os estudantes que não podem ter aulas durante o horário tradicional por causa de trabalho ou outras responsabilidades. Ao usar termos como aprendizagem online e educação à distância, estamos tentando descrever um fenômeno muito dinâmico e em rápida mudança. Atualmente a aprendizagem online é a forma de educação à distância mais utilizada. Cursos via internet podem ser entregues de forma síncrona ou assíncrona. Toda a instrução é conduzida à distância, embora o ‘aprendizado online’ às vezes seja usado para um aprendizado combinado, onde a maior parte do tempo de estudo é gasto online, mas uma pequena parte é presencial. Os estudantes podem aprender em seu próprio tempo, no local de sua escolha (casa, trabalho ou centro de aprendizagem), e sem contato face a face com um professor. A tecnologia é um elemento crítico da EAD. No entanto, os programas de educação a distância também tem critérios para admissão. Se uma instituição é deliberadamente seletiva sobre seus estudantes, ela tem mais flexibilidade em relação à escolha de tecnologia para educação à distância. Pode, por exemplo, exigir que todos os alunos que desejam fazer um programa de EAD tenham seu próprio computador. Aprendizagem independente Espera-se que os alunos aprendam de forma independente, com o uso de materiais de estudo e canais de suporte oferecidos pela instituição. Isso requer auto-motivação, bem como disciplina por parte do aluno. Quando o apoio adequado é fornecido pelo instituto, os alunos ainda podem receber feedback e interagir com os professores. Ferramentas de estudo interativas Classes à distância geralmente incluem uma variedade de ferramentas de estudo e métodos de avaliação. Estes podem variar de lições...
  • A tecnologia é parte essencial de nossas vidas atualmente. Smartphones, tablets e computadores tornaram os hábitos da sociedade bem mais fáceis. Em um curto espaço de tempo, a tecnologia explodiu no mercado e agora, muitas pessoas não conseguem imaginar uma vida sem ela. Para entender como saímos da idade das trevas e chegamos onde estamos hoje, é importante entender como a tecnologia evolui e por que ela é importante. Todas as tecnologias nascem com algum propósito. Por exemplo, os mecanismos de pesquisa foram criados para classificar as enormes quantidades de dados online. Com cada nova tecnologia sendo lançada, as tecnologias existentes são adicionadas para criar algo melhor do que existia anteriormente. E assim a sociedade se desenvolve. Com a velocidade da evolução tecnológica, não é de se admirar que muitas pessoas tenham esforçado para estudar essas mudanças. O alcance da tecnologia é tão grande que colocar tudo em uma única matéria seria praticamente impossível. Evolução da Tecnologia A era principal da tecnologia e da invenção surgiu no século 18, quando a revolução industrial começou e as máquinas foram inventadas. A Revolução Industrial começou na Grã-Bretanha e muitas das inovações tecnológicas vieram de lá. Em meados do século XVIII, a Grã-Bretanha era a nação líder em comércio mundial, controlando um império global com as colônias na América do Norte e na África. Além disso, tinha influência política na região da Índia, através das atividades da Companhia das Índias Orientais. O desenvolvimento do comércio e a ascensão dos negócios foram as principais causas da Revolução Industrial. O novo conhecimento permitiu que as pessoas criassem coisas novas e muitos esforços científicos foram possíveis graças às tecnologias que ajudaram os humanos a viajar para lugares que antes não podiam alcançar e a criação de instrumentos científicos com os quais podíamos estudar em profundidade a...
  • Hoje em dia, cada vez mais alunos estão levando telefones celulares para a sala de aula. Até mesmo alunos do ensino fundamental têm celulares nos seus bolsos e mochilas. Mas uma dúvida sempre fica no ar: os estudantes devem usar telefones celulares na escola? Esse é um debate que muitos pais e professores têm ao longo do processo de ensino dos jovens. Os alunos verificam seus telefones na sala de aula em média mais de 11 vezes por dia. Isso pode resultar em muito tempo distraídos das obrigações escolares. Com os alunos gastando seu tempo em sala de aula enviando mensagens de texto, enviando e-mails e verificando as redes sociais, não é de se admirar que o debate sobre telefones celulares na sala de aula esteja vivo e seja polêmico. Saiba mais sobre os prós e contras de alunos trazendo seus celulares para a sala de aula. Pontos positivos Tecnologia e aprendizado Os smartphones oferecem aos alunos acesso a ferramentas e aplicativos que podem ajudá-los a concluir e manter o controle de suas tarefas em classe. Essas ferramentas também podem ensinar os alunos a desenvolver melhores hábitos de estudo, gerenciar melhor o tempo e auxiliar no desenvolvimento das habilidades de organização. Plataformas digitais de ensino O uso de redes sociais pode manter os alunos interessados ​​nas aulas e incentivá-los a participar das discussões. Alguns professores criam hashtags no Twitter ou quadros de mensagens que os alunos podem usar durante as discussões em sala de aula para compartilhar pensamentos e ideias. Isso pode ser especialmente útil para os alunos que não se sentem confortáveis ​​em falar em público. Materiais digitais Os professores podem aproveitar os telefones celulares fornecendo aos alunos recursos para encontrar mais informações sobre um assunto. Isso pode incluir vídeos, notícias e grupos de discussão on-line. Permitir que os...
 

Midas Casino