Curiosidades

  • November 2, 2018

    15 Filmes sobre amizade

    Já pensou em como seria a vida sem aquelas poucas pessoas que você confia ou aqueles momentos inestimáveis que ansiamos saborear? Os amigos desempenham seu papel importante em nossas vidas. Alguns se afastam de ao longo do tempo, deixando uma marca profunda, enquanto alguns permanecem conosco por toda a eternidade em todas as nossas lembranças. E como seres humanos, são essas pessoas e aqueles momentos que enriquecem nossas vidas com memórias inestimáveis ​​que levamos para nosso túmulo. O cinema nos presenteou abundantemente com filmes que falam sobre o relacionamento humano mais caloroso de todos os tempos: Amizade. Esta lista traz a seguir os principais filmes sobre amizade. Você pode assistir a alguns desses longas nas principais plataformas de streaming. Melhores Filmes sobre amizade Era uma Vez na América (1984) Conta Comigo (1986) Um Sonho de Liberdade (1994) Tomates Verdes Fritos (1991) Perdidos na Noite (1969) Thelma & Louise (1991) Os Goonies (1985) Como Treinar o Seu Dragão (2010) Toy Story (1995) E.T.: O Extraterrestre (1982) Irmão Urso (2003) Sociedade dos Poetas Mortos (1989) Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984) Se Brincar o Bicho Morde (1993) O Franco Atirador (1978) O post 15 Filmes sobre amizade apareceu primeiro em Escola Educação.
  • November 2, 2018

    Filmes sobre Depressão

    Para você que está procurando um filme diferente para assistir no final de semana, aproveitar um feriado e já assistiu quase todos os gêneros de filmes, confira uma relação de filmes sobre depressão. Anomalisa (2015) Essa animação de Charlie Kaufman (roteirista de Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, Quero Ser John Malkovich e Sinédoque, Nova York) explora a solidão, a incomunicabilidade e a busca por contato humano. O espectador rapidamente se esquece de que está assistindo a um filme protagonizado por bonecos e sua atenção passa rapidamente à inventividade de Kaufman, que fornece insights de como uma deprimida vê o mundo. A história sobre o escritor de livros de autoajuda voltado para o mercado de atendimento ao consumidor é simples, mas a forma é capaz de trazer reflexões. Por exemplo, todas as vozes no filme (exceto por aquelas do casal principal) são a mesma (dubladas por Tom Noonan), todos os rostos são muito semelhantes, aos olhos do protagonista desinteressado. Melancolia (2011) Melancolia é um estudo de personagem que se passa nos momentos anteriores à colisão da Terra com um outro astro azul, chamado apropriadamente de Melancolia. As irmãs protagonistas se comportam diferentemente face ao fim da vida e produzem observações diferentes acerca do mesmo estado de espírito. Enquanto uma das irmãs está sempre consciente de que sua depressão pesa sobre sua família, outra tenta de forma ansiosa e auto-destrutiva cuidar da família, mesmo que não possa fazer nada ante a catástrofe que se aproxima. Com fotografia premiada, o diretor Lars von Trier, deixou clara suas impressões sobre a luta contra a depressão . Babadook (2014) Uma alegoria para a depressão que uma mãe enfrenta ao tentar criar o filho após perder o marido em um acidente. Com domínio impressionante do gênero do terror, Babadook é o tipo de filme...
  • Nesta era de smartphones e computadores, os dispositivos eletrônicos tornaram-se nossos verdadeiros companheiros. Para os entusiastas da tecnologia e geeks, isso é ainda mais acentuado. São poucos os filmes que mostram a cultura nerd e hacker no verdadeiro sentido. Neste artigo, há um compilado de filmes sobre computação e hackers que você deveria assistir, mesmo não sendo um entusiasta. Esta lista irá ajudá-lo a encontrar alguns filmes de qualidade nas plataformas de streaming e que são relacionados a hackers e ao mundo da internet. Jogos de Guerra (1983) Caso você seja novo neste gênero de filmes hackers, comece com Jogos de Guerra. Este filme de 1983 criou um grande impacto nas pessoas e moldou a opinião pública inicial dos hackers. Estrelado por Matthew Broderick, Ally Sheedy e John Wood, o enredo mostra um jovem hacker que encontra uma brecha em um computador militar e, a partir daí, as coisas tomam rumos surpreendentes. Hacker (2015) Enquanto Jogos de Guerra descreve os hackers no ínicio da era da informática, Hacker não decepciona se você está procurando uma referência atual sobre o tema. O filme mostra Chris Hemsworth em uma força-tarefa conjunta para rastrear uma rede de crimes em todo o mundo. O Fantasma do Futuro (1996) Baseado no mangá de mesmo nome, O Fantasma do Futuro é um filme animado de ficção científica. O enredo mostra uma policial ciborgue e seu parceiro caçando um hacker poderoso chamado Puppet Master. Considerado um dos melhores filmes de anime de todos os tempos, esta história mostra uma interessante abordagem sobre os hackers e vem carregada de densos temas filosóficos. Dirigido por Mamoru Oshii, O Fantasma do Futuro foi uma coprodução entre japoneses e britânicos. Em 2017, o filme ganhou uma versão live-action com Scarlett Johansson. Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres (2011)...
  • Brincadeiras de rua são excelentes para se divertir e, ao mesmo tempo, trabalhar questões como disciplina, regras e atenção. Como cada região tem seus próprios costumes e tradições, com certeza, tem suas próprias brincadeiras que acabaram se espalhando pelo Brasil afora. A seguir, vamos conhecer algumas das criadas na Região Sudeste mas que, com certeza, você já brincou estando em Goiás, Mato Grosso, Amapá ou qualquer outro estado. Vamos viajar com a gente? Vaca amarela Diz-se que teve origem em São Paulo e funciona assim. Um grupo de amigos canta a canção abaixo e o primeiro que falar, perde a brincadeira. “Vaca amarela pulou a janela Fez cocô na panela Mexeu, mexeu, mexeu Quem falar primeiro come todo o cocô dela Um, dois, três, cala a boca japonês Chinês, fecha os olhos de uma vez.” Cobra-cega Também originada em São Paulo. Um dos participantes é escolhido para ser a cobra-cega e, por isso, é vendado e rodado dez vezes (não vale fazer logo depois de comer, hein?). Depois, ele sai atrás do grupo e a quem for pego, vira a cobra-cega. Stop Essa vem lá de Lavras, em Minas Gerais. Cada jogador precisa escrever, em uma papel, uma lista de itens em várias colunas. Vale colocar cidade, animal, cor, profissão, carro, partes do corpo humano, por aí vai. Os participantes sorteiam uma letra jogando os dedos da mão e completar a lista com palavras que comecem com a sorteada. O primeiro que completar a lista grita “stop” e todos param de escrever. Ganha quem, no final das rodadas, fizer a maior pontuação. Serra, serra, serrador Outra brincadeira mineira, desta vez, de Curvelo. Duas crianças se colocam uma de frente à outra e dão as mãos. Depois, balançam os braços, indo e vindo, cantando “Serra, serra, serrador! Serra o papo do...
  • Marcada pelas frutas tropicais, muitos vegetais, peixes frescos, moluscos e outros frutos do mar, a comida havaiana remete ao verão e à refrescância. Em geral é leve e carrega um clima tropical. Em sua base é polinésia, mas tem a influência da cozinha europeia que a torna mais familiar ao paladar ocidental e, por isso, está se popularizando por aqui. História da Gastronomia Havaiana Quando os polinésios chegaram ao Havaí, em 300 a 500 D.C., haviam poucas plantas comestíveis na região. Eles introduziram cerca de trinta novas espécies para a alimentação, entre elas frutas, batatas doces, inhames e, principalmente, o taro (Colocasia esculenta), do qual se fazia um mingau chamado Poi. Animais como a galinha e o porco também foram levados para a ilha. Posteriormente ao contato intercontinental, no século XVIII, a culinária havaiana se modificou bastante. Da Europa foram trazidos uvas, abacaxi, laranjas, limas, feijão, couves, batatas, pêssegos, melões, milho e alface. Além disso, o arroz chinês, frutos do mar e peixes compõem grande parte da alimentação. Exótico O Havaí é lar de uma grande variedade de vegetais pouco conhecidos no ocidente. Hala (Pandanus tectorius), kukui (Aleurites moluccanus) e pia (Tacca leontopetaloides) são vegetais muito pouco consumidos no Brasil e considerados exóticos. Pratos típicos do Havaí Porco Kalua – Porco salgado, assado com carvão sob a terra. É normalmente servido nos festivais luau. Poke – Esse prato que está se tornando comum no Brasil é um dos principais pratos havaianos e lembra o ceviche ou o sashimi. Peixe cru, arroz, vegetais, frutos do mar e frutas. A palavra poke significa “picar” em havaiano. Musubi – Lanche popular por lá, consiste numa fatia de presunto grelhado com arroz e algas nori. Manapua – da china os havaianos importaram o cha siu bao, um pão recheado com porco e algum molho,...
  • Praticamente todo mundo, ao ficar doente, já tomou aquele chá preparado pela mãe ou avó. Não importa se é resfriado, dor de garganta, cólica, tosse ou má digestão, muitas famílias têm aquela receitinha que é infalível. O uso de plantas no tratamento de patologias é tão antigo quanto a humanidade. Antes dos medicamentos sintetizados em laboratórios, eram elas que davam conta de muitas doenças do cotidiano. Hoje, mesmo com a evolução da medicina e da indústria farmacêutica, elas continuam sendo importantes aliadas no tratamento de muitas doenças. Essa abordagem terapêutica recebe o nome de fitoterapia, os remédios naturais, portanto, recebem o nome de fitoterápicos. Muitas universidades e pesquisadores ao redor de todo o mundo têm investido na descoberta e pesquisas de ervas medicinais e suas principais utilidades. Mas, atenção! Ainda que os fitoterápicos sejam estudados e tenham eficácia reconhecida, eles não substituem a consulta com um médico. Ele é o profissional indicado para diagnosticar, tratar e acompanhar todos os tipos de doença. Outra informação importante é sempre comprar as ervas em lojas especializadas e de confiança, uma vez que nem todas elas podem ser ingeridas ou apenas partes específicas podem ser usadas. Conheça algumas plantas medicinais e suas propriedades. 1. Erva-doce A erva-doce, além de emprestar seu sabor a muitos pratos e o seu cheio a muitos cosméticos, é muito rica em propriedades medicinais. Seus óleos essenciais constituem um excelente remédio no combate aos gases, cólicas estomacais e de intestino, gastrite nervosa, enxaqueca e enjoos. Não bastasse tudo isso, ainda tem o poder de combater o mau hálito. O uso mais comum é na forma de chá. 2. Babosa A aloe vera, popularmente conhecida como babosa, apresenta excelentes benefícios para pele e cabelos. A planta medicinal, na pele, pode ser usada para tratar queimaduras e na cicatrização de feridas. Contudo,...
  • Qual país do mundo é o maior por área? As nações que estão nesta lista são estados soberanos, que têm uma definição mais firme do que o país. Um estado soberano é uma área geográfica com um governo político independente. O Reino Unido é, por exemplo, um estado soberano, mas a Escócia não é, uma vez que a Escócia é parcialmente governada pelo Parlamento do Reino Unido. Da mesma forma, a China é um estado soberano, mas o Tibete não é, embora a contragosto. A Groenlândia também não é um estado soberano, embora tenha se tornado cada vez mais independente da Dinamarca. Então, qual é o tamanho da Dinamarca e dos outros mega países da Terra? Aqui está a lista dos 15 maiores países do mundo, baseada em estatísticas das Nações Unidas. Top 15 maiores países Rússia (17,098,246 km) Rússia Língua Oficial População Capital Continente Russo 144,5 milhões Moscou Europa, Ásia Canadá (9,984,670 km) Canadá Língua Oficial População Capital Continente Inglês e francês 35.151.728 Ottawa América do Norte China (9,596,960 km China Língua Oficial População Capital Continente Mandarim padrão 1.379.302.771 Pequim Continente Asiático Estados Unidos (9,525,067 km) Estados Unidos Língua Oficial População Capital Continente Nenhuma oficial 325.719.178 Washington, D.C. América do Norte Brasil (8,515,767 km) Brasil Língua Oficial População Capital Continente Português 208.494.900 Brasília América do Sul Austrália (7,692,024 km) Austrália Língua Oficial População Capital Continente Inglês 25.080.200 Camberra América do Norte Índia (3,287,263 km) Índia Língua Oficial População Capital Continente Hindi, inglês e mais 21 línguas nacionais 1.281.935.911 Nova Deli Ásia Argentina (2,780,400 km) Argentina Língua Oficial População Capital Continente Espanhol 43.590.368 Buenos Aires América do Sul Cazaquistão (2,724,900 km) Cazaquistão Língua Oficial População Capital Continente Cazaque (oficial) e russo (co-oficial) 17.987.736 Astana Ásia e Europa Argélia (2,381,741 km) Argélia Língua Oficial População Capital Continente Árabe e berbere 40.400.000...
  • Um calendário preciso era fundamental para as civilizações antigas. Conseguir prever quando haveria comida, quando eventos climáticos atingiriam a região, quando a maré estaria cheia ou vazante muitas vezes foi o que determinou a sobrevivência ou desaparecimento de um povo. Esta disciplina, dominada pelos primeiros astrônomos, surgiu independentemente em diversos locais do globo. Mesmo sem haver a transmissão direta deste conhecimento, muitos povos notaram que podiam fazer previsões de eventos por meio da observação dos padrões cíclicos no céu noturno. Os primeiros registros de um calendário vêm dos sumérios, uma civilização surgida na Mesopotâmia há cerca de seis milênios. O calendário, que data de 2700 a.c., baseava-se no tempo entre duas luas novas consecutivas. O ano, composto de 12 meses com 29 ou 30 dias, alternadamente, tinha 354 dias. Essa defasagem de onze dias por ano (e um dia extra em anos bissextos) ocasionava um erro na previsão das estações ao longo dos anos. Esse calendário foi posteriormente aprimorado pelos caldeus. Os egípcios utilizavam diversos sistemas concomitantemente. Usavam um calendário lunar “civil” para determinar festividades e outro com base solar para uso na agricultura. Baseado na posição da estrela Sirius durante o nascer do sol, elaboraram um calendário surpreendentemente preciso, com 365 dias, e assim previram com eficácia o ciclo de cheias do Nilo. A Origem do nosso calendário O sistema que utilizamos, entretanto, não tem relação com o primeiro calendário. Ele foi adotado em Roma por Júlio César em 46 antes de Cristo. Como o nosso, ele se iniciava no dia 1º de janeiro, previa anos bissextos e tinha meses de 30 e 31 dias, com exceção de fevereiro que tinha 28. Era apenas 11 minutos e 14 segundos mais longo do que o ano natural. Essa diferença, entretanto, era grande o suficiente para somar dez dias em 1582....
  • 1. 12 homens e uma sentença (1957) A história trata da decisão dos doze jurados em um tribunal sobre a culpa ou inocência de um jovem porto-riquenho acusado de fratricídio. O jovem só pode ser considerado culpado caso sua culpa seja unanimemente indubitável. Onze dos jurados votam pela condenação, com exceção do personagem de Henry Fonda, que expõe as razões para sua decisão e tenta chegar a um consenso com os demais membros do júri. Dirigido pelo mestre Sidney Lumet, escrito por Reginald Rose e estrelado por Henry Fonda, esse é um clássico estudado nas áreas de direito, psicologia e filosofia. Tornando-se mais tensa com a progressão do filme, a câmera adota planos mais fechados, os cortes ficam mais frequentes e as discussões mais acaloradas. Aspectos da psique humana são trazidas à tona, como os preconceitos, os vieses, o pensamento coletivo e a violência latente na sociedade americana 2. Brilho eterno de uma mente sem lembrança (2004) Misturando comédia, drama e ficção científica, o premiado roteirista Charlie Kaufman escreveu uma história sobre um mundo onde é possível apagar memórias seletivamente. Após terminar um longo relacionamento, Clementine (Kate Winslet) decide esquecer Joel (Jim Carrey). Joel, ainda apaixonado por Clementine, entra em depressão ao descobrir sua atitude. Ele então tem de decidir se quer fazer o mesmo e apagar parte de sua vida e aprendizado. Transcorrido pela maior duração dentro da cabeça de Joel, este é um filme ambicioso que propõe uma madura e poética reflexão sobre relacionamentos e sobre a identidade. Até que ponto apagar memórias é apagar a história de vida que compõe a personalidade? O caminho menos doloroso é necessariamente o mais proveitoso? Essas são algumas das questões levantadas pela obra. 3. Amnésia (2000) Leonard (Guy Pearce) está procurando o homem que matou sua esposa. Entretanto, ele sofre de...
  • October 25, 2018

    12 melhores filmes sobre Vampiros

    A representação de vampiros no cinema mudou muito desde que Nosferatu despertou pela primeira vez de seu sono eterno. Nos últimos 100 anos, vimos esses seres mortais perseguidores da noite evoluírem de monstros para galãs da alta sociedade. Se você é fã de filmes de terror, é provável que você tenha um filme de vampiro favorito. Essas criaturas definitivamente são os monstros mais amados e temidos de todos os tempos. Vamos dar uma olhada mais de perto no mundo cinematográfico dos vampiros com essa lista. 1. A Hora do Espanto (1985) A Hora do Espanto apresenta a história de um adolescente obcecado pelo sobrenatural que descobre que seu vizinho é um vampiro assassino. Ele tenta convencer a polícia, sua família e amigos, mas acredita nele. Sendo assim, ele tenta resolver o assunto com suas próprias mãos. 2. Vampiros de John Carpenter (1998) O filme apresenta Jack Crow, o líder de uma gangue de matadores de vampiros que enfrenta o poderoso Jan Valek, um vampiro poderoso que está à procura de um talismã que permite que ele ande livremente na luz do sol. 3. Byzantium: Uma Vida Eterna (2012) Contado do ponto de vista de uma vampira jovem – que só ataca quem já está à beira da morte – o filme retrata a vida de uma mãe vampira que, junto com sua filha, causam pânico aos moradores de uma cidade costeira. 4. Sede de Sangue (2009) Depois de um experimento médico fracassado, um padre acaba se tornando um vampiro e é forçado a abandonar sua vida e religião. 5. O Que Fazemos nas Sombras (2014) O enredo trata de um grupo de cineastas que decidem fazer um documentário mostrando a vida de quatro vampiros que moram em um apartamento na Nova Zelândia. A trama traz uma abordagem absolutamente agradável ao...
 

Midas Casino