Geografia

  • Os movimentos migratórios são os deslocamentos de populações entre territórios e estão relacionados aos fatores de atração e repulsão de pessoas em cada região. Nas dinâmicas demográficas, são chamados de “emigrantes” quem sai de um dado local e imigrantes quem chega à um determinado território. Historicamente, até a Revolução Neolítica as sociedades humanas estavam sempre migrando em busca de comida, água e em função do clima. Com o advento da agricultura, os grupos deixaram de ser caçadores-coletores nômades e se sedentarizaram, estabelecendo-se em territórios fixos. As migrações podem acontecer em qualquer escala: desde a migração diária de pessoas que vão trabalhar em cidades próximas (migração pendular) até eventos de fuga em massa para outros países (diáspora), como as de refugiados de catástrofes naturais. Fatores econômicos, bélicos, religiosos, ambientais, políticos e sociais podem motivar a movimentação das pessoas. Tipos de migração As migrações podem ser classificadas de acordo com três variáveis: o tempo, o espaço e a forma do movimento. Quanto ao tempo, os migrantes podem estar se mudando temporária ou permanentemente. Quanto ao espaço, ela pode ser internacional, inter regional (para outra região) ou intra regional (dentro da mesma região). Quanto à forma, ela pode se dar de forma espontânea ou forçada. Algumas formas comuns de migração Êxodo rural Quando um grupo sai do campo para as cidades. Isso aconteceu em grande escala no Brasil no final do século XIX por conta da urbanização e industrialização e por conta das secas cíclicas no nordeste. Buscando oportunidades e fugindo de condições climáticas, milhares de camponeses foram às grandes cidades. Mais recentemente, o êxodo rural tem acontecido em função da mecanização que substitui a mão de obra. a. Diáspora Pode acontecer por vários motivos. A Diáspora Somali, por exemplo, ocorreu quando milhares de somalis fugiram da guerra civil na Somália (1986 até...
  • A Islândia é um país europeu, localizado em uma ilha que curiosamente fica exatamente no meio do caminho entre a América do Norte e a Europa continental. Fica logo abaixo do Círculo Ártico. A capital da nação é Reykjavik. A Islândia conquistou a independência total da Dinamarca em 1944. O país tem 103.000 quilômetros quadrados de área. É menos que o estado do Acre. A população é de cerca de 337.000 pessoas. Dois em cada três islandeses vivem em áreas próximas à capital do país. As terras altas centrais são desabitadas. A maior cidade fora da área metropolitana de Reykjavik se chama Akureyri e tem 17.000 habitantes. Temperatura O inverno na Islândia é rigoroso para os critérios brasileiros. O clima sofre grande influência da Corrente do Golfo. Em Reykjavik, é provável que chova tanto quanto neve. O clima é muito variável no local. A temperatura média em janeiro, o mês mais frio, é 0°C. Os verões também são frios, com uma temperatura média de 12°C em julho. O país raramente tem um clima quente por chover constantemente e pela ventania. As temperaturas máximas registradas por lá são de 26°C Língua oficial da Islândia A língua oficial é a islandesa. O inglês e dinamarquês também são amplamente falados. Alimentação na Islândia Peixe, cordeiro e produtos lácteos são os princípios itens da dieta islandesa. Peixes islandeses como bacalhau, arinca, alabote, raia, peixe vermelho e lagosta são capturados nas águas não poluídas do Atlântico Norte e têm uma excelente reputação devido sua qualidade. Salmão e truta de água doce também são populares durante os meses de verão. O uso de hormônios no gado é proibido na Islândia e ovelhas e cordeiros vagam livremente nos prados das montanhas durante o verão. Uma das especialidades islandesas é o skyr, uma coalhada de leite desnatado. A...
  • October 30, 2018

    Bioma Tundra

    A Tundra é um bioma seco e frio, com baixa incidência de luz solar. Os longos invernos têm temperaturas médias de -30ºC e os verões são curtos, podendo durar de 2 a 4 meses. A palavra “tundra” tem origem no russo lapônico: tūndâr (“terras altas”, “região montanhosa sem árvores”). Localização Esse bioma se espalha por todo o norte do planeta, nas regiões próximas ao Ártico: Canadá, Alasca, Suécia, Finlândia, Noruega, Groenlândia e Rússia. Também é possível encontrar tundra em algumas regiões do Hemisfério Sul, como nas Ilhas Kerguelen. Tundra – Mapa de sua localização no mundo Vegetação A característica mais facilmente notável da tundra é que ela quase não tem árvores. Isso se deve ao fato de que o solo nesse bioma é formado por terra, rochas e uma camada de gelo que nunca derrete, o chamado permafrost. A superfície dessa camada, entretanto, pode descongelar-se no verão, tornando o solo pantanoso, já que a água não penetra no solo congelado. No verão, há uma explosão de vegetação rasteira, arbustos, gramíneas, musgo e líquens. Fauna O aumento na vegetação durante o verão atrai espécies migratórias para a tundra, como lebres árticas, renas, arminhos e lemingues. Há também os animais residentes, que vivem na tundra o ano inteiro, como: Ursos polares bois almiscarados lobos raposas perdiz-das-neves coruja-das-neves O boi-almiscarado pode alcançar até 2,3 m de comprimento e 1,5 m de altura nos ombros, assim como pesar até 400 kg Para lidar com o frio, muitas dessas espécies possuem grossas camadas de pelos ou penas, gordura e podem hibernar. Aquecimento Global O aquecimento global é uma ameaça à tundra porque os animais e vegetais que vivem lá são altamente especializados para a vida naquele bioma. O derretimento do permafrost pode mudar radicalmente as condições para a sobrevivência dessas espécies. Além disso, um terço...
  • O Brasil é um país de dimensões continentais. Com uma área de 8.516.000 km², o território é dividido em cinco regiões: norte, sul, sudeste, centro-oeste e nordeste. São 26 estados e um Distrito Federal, totalizando 27 capitais. Mapa do brasil com estados e capitais Confira a lista completa de todos os estados brasileiros, suas siglas e respectivas capitais: LISTA DOS ESTADOS BRASILEIROS Nome Sigla Capital Acre AC Rio Branco Alagoas AL Maceió Amapá AP Macapá Amazonas AM Manaus Bahia BA Salvador Ceará CE Fortaleza Distrito Federal DF Brasília Espírito Santo ES Vitória Goiás GO Goiânia Maranhão MA São Luís Mato Grosso MT Cuiabá Mato Grosso do Sul MS Campo Grande Minas Gerais MG Belo Horizonte Pará PA Belém Paraíba PB João Pessoa Paraná PR Curitiba Pernambuco PE Recife Piauí PI Teresina Rio de Janeiro RJ Rio de Janeiro Rio Grande do Norte RN Natal Rio Grande do Sul RS Porto Alegre Rondônia RO Porto Velho Roraima RR Boa Vista Santa Catarina SC Florianópolis São Paulo SP São Paulo Sergipe SE Aracaju Tocantins TO Palmas Estados e capitais do Brasil por região Com raras exceções, as capitais são as maiores e mais populosas cidades das unidades federativas do Brasil. Elas concentram, entre outras coisas, a sede administrativa do Estado, bem como o governo central. Sul Curitiba – Paraná Área: 435,036 km² População: 1 917 185 habitantes Fundação: meados de 1661 Gentílico: curitibano IDH: 0,823 – muito elevado PIB: R$ 83 864 936,49 mil Principais pontos turísticos: Parque Barigui, Rua 24 Horas, Paço da Liberdade, Jardim Botânico, Museu Oscar Niemeyer e Palácio Avenida Florianópolis – Santa Catarina Área: 675,409 km² População: 492 977 habitantes Fundação: 23 de março de 1673 Gentílico: florianopolitano IDH: 0,847 – muito elevado PIB: R$ 18 636 407,20 mil Principais pontos turísticos: Praia da Joaquina, Lagoa da Conceição,...
 

Midas Casino