Tratado de Versalhes – O que foi, Consequências e Imposições

O Tratado de Versalhes foi assinado em 28 de junho de 1919 e encerrou oficialmente a guerra entre a Alemanha e as Forças Aliadas.
Uma controversa cláusula culpou a Alemanha pela Primeira Guerra Mundial e impôs pesadas dívidas e sanções ao país. O Tratado de Versalhes foi um dos principais fatores que contribuíram para a eclosão da Segunda Guerra Mundial.
O que foi o Tratado de Versalhes?
Exatamente cinco anos após o assassinato do arquiduque Franz Ferdinand, fato que colocou a Europa na guerra mundial, o Tratado de Versalhes foi assinado em Paris. O armistício assinado em 11 de novembro de 1918 encerrou oficialmente as hostilidades, mas as negociações entre os vencedores das Forças Aliados na Conferência de Paz durou seis meses.
O presidente dos EUA, Woodrow Wilson, fez um discurso em janeiro de 1918, no qual expôs sua visão para o mundo pós-guerra.  Ele pediu o fim imediato da guerra, o estabelecimento de uma organização internacional de manutenção da paz, o desarmamento internacional, a diplomacia aberta, a recusa explícita da guerra e a independência dos territórios anteriormente colonizados.
Além de negociar o Tratado de Versalhes, a Conferência de Paz de Paris estabeleceu a Liga das Nações , uma organização internacional de manutenção da paz encarregada de resolver disputas internacionais sem recorrer à força militar.
Imposições do Tratado de Versalhes
Um dos termos mais controversos do tratado foi a cláusula de “Culpa de Guerra“. Ela culpava explícita e diretamente a Alemanha pelo início das hostilidades. O tratado forçou a Alemanha a se desarmar, fazer concessões territoriais e a pagar reparações às potências aliadas no assombroso valor de US$ 5 bilhões.
Embora o presidente dos EUA, Woodrow Wilson, tenha se oposto a termos tão duros, ele foi superado pelo primeiro-ministro francês, Georges Clemenceau. A França foi o único país dos Aliados que dividia uma fronteira com a Alemanha e, portanto, sofreu com devastação e inúmeras mortes. Os franceses pretendiam enfraquecer a Alemanha o máximo possível.
Consequências do Tratado de Versalhes
Embora o presidente Wilson estivesse fortemente envolvido na negociação do tratado, o que refletia sua visão para o mundo do pós-guerra, os isolacionistas no Congresso dos EUA provaram ser um grande obstáculo para a ratificação.
Muitos republicanos e democratas, se opuseram ao tratado, particularmente ao Artigo X, que compromete os Estados membros da Liga das Nações a entrar em guerra em nome de cada um, em caso de um ato de agressão não provocado.
Os isolacionistas ​​viam isso como uma violação da soberania dos EUA e alguns acreditavam que isso comprometeria os Estados Unidos a um sistema de alianças que poderia levar a outra guerra.
Devido à oposição dos irreconciliáveis, o Tratado de Versalhes nunca foi ratificado pelo Congresso e os Estados Unidos nunca se tornou membro da Liga das Nações.
Quando Adolf Hitler chegou ao poder na Alemanha em 1934, seu governo começou a violar muitos dos termos do Tratado de Versalhes. Hitler não só anunciou uma moratória sobre todos os pagamentos de dívidas como começou a construir as forças armadas alemãs.
Alguns historiadores acreditam que os termos onerosos do tratado estabeleceram as bases psicológicas e econômicas para a ascensão do nazismo. O partido nazista aproveitou o ressentimento dos alemães com relação aos altos impostos que iam para as potências aliadas após a Primeira Guerra Mundial e conseguiu fazer com que Hitler chegasse ao poder.
O post Tratado de Versalhes – O que foi, Consequências e Imposições apareceu primeiro em Escola Educação.


Thursday January 01, 1970

 

Midas Casino